segunda-feira, 9 de outubro de 2017

RALLY CVA-MY BOX 15 ANOS



Para comemorar o aniversário de 15 anos do MyBox Selfstorage e marcar o já tradicional almoço de fim de ano do clube, o CVA-MG preparou mais um rally de regularidade para carros clássicos! Vamos colocar novamente nossos automóveis na estrada em 25/11/2017, a partir das 10:00, saindo do MyBox com chegada prevista para 13:00, também no MyBox, com churrasco de confraternização até anoitecer. O percurso, como de costume, terá entre 150 e 180 km e a planilha será dada 1 minuto antes da largada. A inscrição tem valor de R$ 400,00 por dupla, já incluído o churrasco para piloto e navegador. Convidados adicionais para o churrasco terão acréscimo de R$ 60,00 por pessoa a partir de 12 anos. Todos os carros com 25 anos ou mais, originais ou com preparação de época, são bem vindos. Como nossa prova é chancelada pela FBVA, não podemos aceitar Hots, Rats ou novos clássicos. Por questão de limite de espaço no MyBox, as inscrições ficam limitadas a 40 carros. Aguardamos os amigos para mais essa festa do antigomobilismo! Em breve, estará no ar o regulamento da prova, no mesmo modelo das provas anteriores.

Os dados para depósito são:
Caixa Econômica Federal
AG 1530
Op 013
Conta Poupança 27685-1
CNPJ: 23.448.621/0001-38
Clube de Veículos Antigos de MG

Abaixo, as equipes já confirmadas:
1 - Chevrolet Caravan 1975 - Maurício Pires e Filipe Cançado
2 - Alfa Romeo Giulia GTV 2000 1972 - Guilherme Lacerda e Luís Augusto Malta
3 - Volkswagen Fusca 1600 1985 - Solon Pezzini e Felipe Lopes
4 - Mercedes-Benz 350 SL 1975 - Guilherme Fubá e Leila Lan
5 - Dodge Charger R/T 1979 - Guilherme Machado e Matheus Machado
6 - Porsche 928 1977 - Rodrigo Giordano e Marcel Fernandes
7 - Chevrolet Opala De Luxo Coupé 1976 - Vinícius Pimentel e Eduardo Santana
8 - Volkswagen 1200 1966 - Alexandre Caldeira e Márcio Mendes
9 - Volkswagen 1303 Karmann Cabriolet 1979 - Marcelo Amaral e Guilherme Caíque
10 - BMW 635 CSi 1988 - Thiago Rocha e Anna Luíza Coelho
11 - Chevrolet Impala Coupé 327 1961 - Gustavo Lapertosa e Mariana Detoni
12 - Ford A Phaeton De Luxe 1931 - Milton Lapertosa e Navegador
13 - Mercedes-Benz 450 SLC 1976 - Mário Lott e Bosco Tomich
14 - Jaguar XJS 1977 - Thadeu Valente e Navegador
15 - Chrysler Esplanada 1968 - Tom Zé e Pedro Chernicharo
16 - Ford Maverick GT 1975 - Affonso Uchoa e Flávio Uchoa
17 - Mercedes-Benz 500 SL 1992 - Paulo Bernardes e Vania Bernardes
18 - Volkswagen Apollo GLS 1991 - Bruno Baptista e Osias Baptista
19 - Volkswagen 1500 1972 - Luiz Fernando Barros e Márcia Aquino
20 - Ford Custom 1951 - Cassio Noronha e Carla Noronha
21 - Chevrolet Opala De Luxo 1978 - Germano Horta e Marcelo Pugedo
22 - Porsche 944 1986 - Jorge Mansur e Marco Mansur
23 - Mercedes-Benz 250C 1971 - Gustavo Meyer e Kika
25 - BMW 325i E30 1989 - André Baptista e Juliana Baptista
26 - Dodge Challenger 1970 - Ricardo Guimarães e Navegador
27 - Dodge Charger 440 1973 - Alfonso González e Alana
28 - Chevrolet Amazona 1963 - Alexandre Santos e Adelignton Campos
29 - Mercedes-Benz 500 SE 1981 - José Lamy e Navegador

domingo, 8 de outubro de 2017

REGULAMENTO DO RALLY CVA-MY BOX 15 ANOS

1. Dispositivos Gerais.
1.1. O Rally CVA-MyBox 15 anos será um passeio promovido pelo Clube de Veículos Antigos de Minas Gerais, CVA-MG, e supervisionado pela Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA), desenvolvido em estradas asfaltadas e em bom estado de conservação.
1.2. Largará da Avenida Olhos d'Água em Belo Horizonte, MG, às 10 horas do dia 25/11/2017 e chegará à tarde no mesmo local.
1.3. O rally passará pela região de Belo Horizonte, Moeda, Brumadinho, Ibirité, Sarzedo e Betim.
1.4. Os participantes deverão respeitar o Código Nacional de Transito, declarando, no pagamento da inscrição, estar com CNH regularizada. Qualquer infração grave ou gravíssima cometida pelo participante implicará na exclusão sumária do passeio.
1.5. O passeio será por este regulamento.
1.6. Os participantes responderão por quaisquer acidentes ou incidentes em que venham a se envolver, isentando a organização, patrocinadores, apoiadores e colaboradores de qualquer responsabilidade civil ou penal.
1.7. A organização colocará reboques de prontidão caso haja necessidade. O custo do serviço deverá ser negociado diretamente com o operador do reboque.
1.8. Os participantes isentam a organização de responsabilidade por eventuais danos na pintura dos veículos decorrentes de adesivação. Os que preferirem, podem colar os adesivos nos vidros laterais.

1.9. Os participantes cedem ao CVA-MG e a seus patrocinadores e apoiadores os direitos de imagem sobre seus carros durante todo o evento.
2. Dos Veículos.
2.1. Poderão participar do raid veículos originais ou com modificações de época,fabricados até 1992 e em perfeito estado de conservação.
2.2. Veículos com menos de 25 anos que tenham modelos idênticos em 1992 (p. ex.: VW Fusca 1993-96, Lada Laika 1992-95) poderão ser aceitos na categoria principal, a critério da organização. Para efeito de inscrição, esses modelos serão considerados 1992.
2.3. O veículo deverá ser tripulado obrigatoriamente por um piloto devidamente habilitado e um navegador. Poderá conduzir até mais três passageiros.
3. Do Roteiro.
3.1. O roteiro do passeio será definido pelo livro de bordo. O livro de bordo será dividido em trechos. Os trechos serão de três tipos:
- Deslocamento: são os trechos em que um tempo é dado para que o participante chegue ao final dele;
- Neutralizados: são os trechos em que é dado um tempo para que o participante fique parado;
- Regularidade: são os trechos que uma velocidade média é dada para que o participante a cumpra fielmente. Nestes trechos poderá haver postos de controle - PC.
3.2. Os trechos serão divididos em quadriculas que representarão as referências.
As quadriculas serão divididas em cinco colunas:
- Primeira Coluna: informará a distância da referência.
As distâncias expressas com três casas decimais serão exatas e servirão como padrão de aferição. As distâncias expressas com duas casas terão a precisão de mais cinquenta metros, isto é, a referência poderá acontecer a até cinquenta metros da indicada na planilha;
- Segunda Coluna:desenho da referência (tulipa);
- Terceira Coluna: conterá informações do trecho (tipo do trecho, número dotrecho, tempo em minutos ou velocidade em quilômetros por hora);
- Quarta Coluna: informará o tempo da referência (hh:mm:ss.d);
- Quinta Coluna: conterá a descrição auxiliar da referência.
3.3. O roteiro do livro de bordo deverá ser cumprido fielmente.
3.4. As referências indicadas na planilha estarão sempre à direita do eixo da estrada, exceto quando especificada na planilha.
3.5. As distâncias serão sempre acumuladas com referência ao inicio da prova. Poderão, a critério do organizador, ser reinicializadas.
3.6. O início de um trecho será o ponto exato do fim do trecho anterior, com exceção do primeiro trecho.
3.7. A distância de final de trecho deverá ser exata.
3.8. A entrega do livro de bordo será feita um minuto antes do horário de largada do participante.
4. Da Partida e da Chegada.
4.1. Os veículos partirão com intervalo de um em um minuto sendo o primeiro as 10:01 horas.
4.2. Antes da partida cada veículo participante receberá um aparelho rastreador por sinal de GPS que será fixado no vidro dianteiro pela organização.
4.3. Na colocação do rastreador o participante assinará um termo de responsabilidade comprometendo-se a cuidar e devolver o aparelho.
4.4. Na chegada os participantes receberão a ficha técnica da prova.A partir deste momento começara a contar o prazo de trinta minutos para que entre com qualquer reclamação sobre o roteiro.
4.5. O participante que não comparecer ao local de chegada ao prazo máximo de trinta minutos do seu horário ideal, será excluído do passeio e não terá seus pontos apurados.
5. Da Aferição de Precisão.
5.1. A precisão dos participantes será aferida pela comparação do tempo ideal de passagem pelos PCs com o horário de passagem real. O participante perderá um ponto por segundo adiantado ou atrasado.
5.2. O participante que não passar por um PC ou passar com um tempo inferior ou superior a dez minutos do seu tempo ideal perderá 600 pontos que não entrarão nos descartes.
5.3. Os cinco piores PCs de cada participante serão descartados.
6. Dos Equipamentos.
6.1. Não será permitida a utilização de equipamentos de navegação integrada. Entende-se por navegação integrada equipamentos que calculem o tempo em função da distância ou vice-versa e tenham qualquer ligação com sensores do veiculo, sejam eles eletrônicos ou mecânicos.
6.2. Será permitida a utilização aparelhos GPS, tablets, celulares, computadores desde que respeitem o item 6.1.
7. Da Premiação.
7.1. A divulgação do resultado será feita após a prova assim que estiver concluída. Após a divulgação o participante terá um prazo de dez minutos para entrar com reclamações sobre o mesmo. Findo este prazo a premiação terá início.
7.2. Os cinco primeiros participantes que perderem o menor número de pontos serão premiados com dois troféus cada (um para o piloto, outro para o navegador).
7.3. O veículo mais representativo do passeio (“The Best of Show”), o melhor veículo nacional, o veículo mais antigo a completar a prova e o veículo cuja dupla se destacou com o "espírito esportivo" farão jus a um troféu cada.
8. Dos Casos Omissos.
8.1. Casos omissos serão avaliados e julgados pela organização do passeio que será soberana nas suas decisões.

terça-feira, 11 de julho de 2017

NOVA DIRETORIA

No dia 08 de julho de 2017, no MyBox Selfstorage, em meio a mais um magnífico encontro de automóveis antigos dos membros do CVA-MG, foi eleito o novo presidente, Dr. Guilherme Lacerda, para o biênio agosto/2017 a julho/2019. Os sócios capricharam e levaram muito do que há de melhor em seus acervos. Pontiac Trans-Am, Shelby Cobra, Ford T-Bird, Willys Gordini, BMW 1800 e Dodge Gran Sedan foram um colírio para os olhos dos entusiastas em uma tarde gelada em BH. No Churrasco que se seguiu, a nova diretoria foi anunciada pelo novo Presidente:

Presidente: Guilherme Lacerda
Vice-presidente: Luís Augusto Malta
Diretor financeiro: Marcelo Rodrigues
Diretor Técnico: Emerson Montalvão
Diretoria social e de eventos: Thiago Rocha, Geraldo Mesquita e André Baptista
Diretoria administrativa: Rodrigo Giordano, Gustavo Meyer e Maurício Pires

O álbum com as fotos do evento está aqui

segunda-feira, 3 de julho de 2017

RANKING CVA

Com objetivo de deixar registrada a história das competições promovidas pelo Clube de Veículos Antigos de MG, elaboramos o ranking abaixo para pilotos e navegadores. Fomos buscar inspiração nos campeonatos de F1 dos anos 90, quando a pontuação, do primeiro ao sexto colocados, era de 10-6-4-3-2-1. Aqui, deixamos, do primeiro ao quinto, a pontuação 10-6-4-2-1. 
Após o ranking, o registro dos Best of Show!


Ranking Pilotos:
1 - Maurício Pires - 22 pontos (0 + 2 + 10 + 10)
2 - Luís Augusto Malta - 20 pontos (10 + 10 + 0 + 0)
3 - Rodrigo Giordano - 16 pontos (6 + 0 + 4 + 6 )
4 - Guilherme Fubá - 7 pontos (0 + 0 + 6 + 1)
5 - Guilherme Machado - 6 pontos (0 + 6 + 0 + 0)
6 - Gustavo Meyer - 5 pontos (2 + 1 + 2 + 0)
7 - Gustavo Brasil - 4 pontos (4 + 0 + 0 + 0)
     Bernardo Seoane - 4 pontos (0 + 4 + 0 + 0)
     Mario Lott - 4 pontos (0 + 0 + 0 + 4)
10 - Clemenceau Saliba - 3 pontos (0 + 0 + 1 + 2)
11 - Jorge Mansur - 1 ponto (1 + 0 + 0 + 0)
     
A "galeria de troféus" de Gustavo Meyer, único piloto a pontuar nas três edições

Ranking Navegadores
1 - Filipe Cançado - 32 pontos (10 + 2 + 10 + 10)
2 - Eduardo Santana - 16 pontos (0 + 10 + 6 + 0)
3 - Marcel Fernandes - 12 pontos (6 + 0 + 0 + 6)
     Matheus Machado - 6 pontos (0 + 6 + 0 + 0)
5 - Leo Gomes - 4 pontos (4 + 0 + 0 + 0)
     Sylvio Martins - 4 pontos (0 + 4 + 0 + 0)
     Alexandre Cabral - 4 pontos (0 + 0 + 4 + 0)
     José Bosco - 4 pontos (0 + 0 + 0 + 4)
9 - Kika - 3 pontos (0 + 1 + 2 + 0)
     Robert Farrer - 3 pontos (0 + 0 + 1 + 2)
11 - Luiz Serra - 2 pontos (2 + 0 + 0 + 0)
12 - Marcos Mansur - 1 ponto (1 + 0 + 0 + 0)
       Leila Lan - 1 ponto (0 + 0 + 0 + 1)


Lista dos Troféus Best of Show por edição

1 - Dodge Charger 1968 - Alfonso González



2 - Dodge Challenger 1970 - Ricardo Guimarães



3 - Mercedes-Benz 300 SEL 6.3 1970 - Rodrigo Lacerda


4 - Cadillac Series 62 Convertible 1941 - José Cândido Muricy Neto





terça-feira, 20 de junho de 2017

RAID CVA-ESTRADA REAL NA MÍDIA

Post destinado à compilação de coberturas dos eventos do CVA, além das redes sociais. E o CVA-MG vai construindo sua história!

08/06/17 - Portal Maxicar
http://www.maxicar.com.br/2017/06/2o-raid-estrada-real-tiradentes-mg-2/

31/05/17 - Jornal O Tempo

20/03/17 - Flavio Gomes
http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/2017/03/na-estrada-real/

05/03/17 - Resista IstoÉ



09/11/16 - Entrevista do Presidente Luís Augusto Malta para o Portal Maxicar
http://www.maxicar.com.br/2016/11/entrevista-luis-augusto-malta-clube-de-veiculos-antigos-de-minas-gerais/


21/09/16 - Jornal O Tempo

19/09/16 - Portal Maxicar
http://www.maxicar.com.br/2016/09/httpwww-maxicar-com-br201609httpwww-maxicar-s-alterosas-mg-%e2%80%8e/

22/08/16 - Portal Maxicar
http://www.maxicar.com.br/2016/08/aniversario-do-clube-de-veiculos-antigos-de-mg/

06/06/16 - Jornal Diário do Comércio


04/05/16 - Jornal O Tempo

04/05/16 - Jornal Super Notícias


04/05/16 - Flavio Gomes
http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/2016/05/em-minas/

04/05/16 - Portal Maxicar
http://www.maxicar.com.br/2016/05/i-raid-cva-mg-estrada-real-tiradentes-mg-2/

02/05/16 - FlatOut!
http://www.flatout.com.br/lei-quer-proibir-passageiros-bebados-ao-lado-do-motorista-ayrton-senna-ganha-canal-oficial-no-youtube-volkswagen-amarok-ganha-motor-v6-turbodiesel-e-mais/

30/03/16 - Revista IstoÉ

24/02/16 - FlatOut!
http://www.flatout.com.br/novo-chevrolet-cruze-no-brasil-mercedes-amg-revela-novo-c43-um-brasileiro-em-pikes-peak-e-mais/

17/12/15 - Flavio Gomes
http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/2015/12/nesse-eu-vou/

03/07/15 - Velozes e Antigos
http://www.velozes-antigosbr.com/2015/07/rali-de-carros-antigos-em-bh.html

21/06/15 - Jornal Estado de Minas


segunda-feira, 29 de maio de 2017

QUARTA EDIÇÃO - II RAID CVA-ESTRADA REAL


Mais uma vez, Tiradentes foi o cenário perfeito para o mais charmoso e divertido rally de automóveis clássicos de Minas Gerais. De um Ford A 1931 a um Honda Civic CRX Del Sol, todas as décadas dos anos de ouro do automóvel estiveram representadas pelos 54 inscritos. Clássicos de primeira linha dos dois lados do Atlântico, como Cadillac Series 62 Convertible 1941 e Rolls-Royce Corniche 1971, passando pelos incríveis muslce-car Plymouth GTX 1969 e Chevy El Camino SS 1970, esportivos europeus como MGB 1969, Alfa Romeo Giulia Super 1967, Mercedes-Benz 450 SLC 1976, BMW 635 CSi 1988 e BMW 2002 Ti 1970, além de nacionais de altíssimo nível, como Aero-Willys 2600, seis Dodges (dois Dart, um Charger LS, um R/T, um Gran Sedan e um Le Baron) e Puma GTE, mais os esportivos japoneses dos anos 1990 e até um soviético Lada Laika, garantiram um belíssimo espetáculo pela Estrada Real. 
Carro antigo e montanhas mineiras: combinação perfeita
Na hora da largada, a Belina encara o Honda, todos na mesma categoria
O "esquadrão Mopar" marcou presença com o ronco de 7 V8 da marca; na foto, um GTX americano e dois belíssimos Charger nacionais

Dessa vez, o percurso foi bem menos travado, favorecendo os participantes que escolheram veículos de maior potência para negociar as ultrapassagens sobre os caminhões. O ponto triste foi um acidente com uma linda Caravan SS na véspera da prova, o que não impediu a dupla Guilherme e Leila de darem um jeito de fazê-la andar no dia seguinte e ainda buscarem o quinto lugar da prova! No final, muitos elogios dos que participaram e muita festa na Pousada Pequena Tiradentes. 
O classudo Rolls-Royce se sentiu à vontade em meio a tantos esportivos

A El Camino SS brilhou em Tiradentes
O Plymouth GTX  terminou a prova num burnout em grande estilo

Os patrocinadores master Inova-Ford e LuxGlass 3M marcaram presença e, junto com apoiadores MyBox Selfstorage, Sam's Lavajato e GV Pneus/Dunlop, sortearam brindes entre os presentes. O pódio ficou com o belíssimo Gran Sedan 1977 da dupla Maurício Pires e Filipe Cançado, seguido pelo Passat Flash 1987 de Rodrigo Giordano e Marcel Fernandes e pelo Mercedes-Benz 450 SLC 1976 de Mário Lott e Bosco. O quarto lugar coube ao Mazda Miata MX-5 1992 de Clemenceau Saliba e Robert Farrer, enquanto a Caravan SS 1978 de Guilherme Fubá e Leila Lan fechou o pódio. 
O soviético Laika e o teutônico BMW pareciam prontos para reviver Stalingrado
A estóica Caravan SS, que, depois do nocaute, ainda terminou em quinto lugar, é aplaudida pelo Fusca Cabriolet 1303 e pela BMW 635 CSi

Mais uma vez, o Fordinho 1931 levou para casa o troféu de veículo mais antigo a completar a prova, enquanto o Troféu Gentleman Driver, referente ao espírito esportivo, ficou para KK Dutra que, no seu Mustang 1969, parou a sua prova para socorrer o Aero-Willys do amigo Tom Zé, em pane seca. Para este ano, dois novos troféus foram criados: o Troféu Batom, que premia a mulher mais expressiva do evento e o Troféu para o melhor nacional. O primeiro coube à Kika, duas vezes pódio em eventos passados e entusiasta do modo de navegação "old fashion", só com cronômetro e calculadora. O segundo foi para o Aero Willys 2600 1969, primorosamente restaurado pelo Tom Zé Chernicharo. Finalmente, o Best of Show foi, indiscutivelmente, para o Cadillac Series 62 1941 de José Cândido Muricy Neto que, como sempre, foi rodando (ou seria flutuando?) desde o Rio de Janeiro até o evento.
Mais uma vez, o Fordinho 1931 foi o mais antigo do evento - e completou a prova brilhantemente!

O Caddy "Best of Show" deu uma mostra do nível dos automóveis inscritos

O Dodge Gran Sedan foi o grande campeão

No final, ficou a certeza que a tradição criada pelo CVA-MG tem agradado a cada vez mais entusiastas.
Bem-vindos!
Aqui, o álbum de fotos da largada, clicadas por Júlia Dias.
Aqui, as fotos de Johnny Bonneville
Aqui, a compilação de fotos da turma que participou do evento

domingo, 18 de setembro de 2016

TERCEIRA EDIÇÃO: RALLY DAS ALTEROSAS



Após o sucesso do I Raid Estrada Real, a diretoria do CVA-MG decidiu formatar um evento mais simples, de baixo custo de inscrição, para a turma que quisesse ganhar mais experiência com as provas de regularidade tivesse a oportunidade de colocar seus carros na estrada. Entretanto, as quarenta vagas inicialmente disponibilizadas foram logo esgotadas e nada menos do que 46 entusiastas, 45 deles de Belo Horizonte e região, inscreveram carros espetaculares para a prova e, de uma proposta inicialmente despretensiosa, surgiu um belíssimo evento no último dia 17/9, que contou com trechos difíceis para carros e tripulação, na região de Itabirito e da Serra da Moeda.
O cenário da prova foram as montanhas mineiras, mas essa dupla que fez história na DTM estaria igualmente fotogênica em Nürburgring Nordschleife

A parte técnica ficou, mais uma vez, a cargo do Eduardo Cançado, sendo que a largada e a chegada se deram no My Box Selfstorage, parceiro do CVA desde sempre. Como já virou tradição nos eventos do CVA, os carros correram em categoria única, com um regulamento simples e descomplicado, que privilegia a camaradagem e o entrosamento entre os participantes.

Opala em dois momentos; o eterno Chevy brasileiro tem sido um dos preferidos para esse tipo de evento
Mazda Miata, Mini Cooper, Oldsmobile Cutlass, Aero Willys, Caravan e Mercedes: variedade incrível de carros, todos na mesma categoria

O pódio mostrou uma margem apertadíssima entre os primeiros colocados, com poucos pontos perdidos em mais de 4h e quase 200 km de prova. No final da apuração, o resultado ficou assim:

1 - Chevrolet Opala Comodoro 4100 1979 - Maurício Pires e Filipe Cançado
2 - Porsche 911 Targa 1976 - Guilherme Fubá e Eduardo Santana
3 - Volkswagen Passat Flash 1.8 1987 - Rodrigo Giordano e Alexandre Cabral
4 - Chevrolet Opala Especial 1974 - Gustavo Meyer e Kika
5 - Mazda Miata MX-5 1991 - Clemenceau Saliba e Robert Farrer

O belo Comodoro 1979 foi o grande campeão

Troféu Espírito Esportivo: Probus GT 1979 - Bruno França e Denise Ribeiro

Concebido, desenhado, fabricado e homologado para as ruas pelo seu proprietário numa antiga fábrica de lanchas, o Probus GT rodou mais de 200 km de Oliveira a Belo Horizonte, cumpriu mais de 4h de prova e, depois da festa, pegou a estrada de volta a Oliveira


Troféu Veículo mais antigo: Chevrolet Apache 1959 - Milton Lapertosa
A linda Chevy Apache 1959 ganhou o Troféu de veículo mais antigo, mas mereceria também o troféu "Miss Simpatia", pelo encantamento do público com suas linhas

Troféu Best of Show: Mercedes-Benz 300 SEL 6.3 - Rodrigo Lacerda

A impecável "Carruagem Real" ou "Muscle Car de Stuttgart", que estaria bem em qualquer concurso internacional de elegância, liderou o pelotão

Aqui, o album de fotos do evento no Facebook.
Aqui, o resultado geral da prova.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

SEGUNDA EDIÇÃO: I RAID CVA-ESTRADA REAL


Preparado com todo o carinho pelo CVA em parceria com o Eduardo Cançado, que cuidou da parte técnica, o I Raid CVA-Estrada Real superou todas as expectativas, mesmo as mais otimistas. O cenário maravilhoso, os carros magníficos e a adesão de nada menos do que 71 inscritos de quatro estados diferentes (MG, RJ, SP e GO) falam um pouco do que foi o final de semana de 29 de abril a 1 de maio em Tiradentes. A planilha de cerca de 180 km de prova, passando por Barroso, Barbacena, Dores do Campo, Prados, Lagoa Dourada e São João del Rei, foi muito elogiada pela mistura de paisagens deslumbrantes com trechos sinuosos que exigiram o melhor dos carros e pilotos. 
Alfa Romeo Giulia GTV e BMW 3.0 CS: dois charmosos europeus dos anos 70

A repercussão na mídia impressa e eletrônica foi excelente, ficando, definitivamente, estabelecida a vocação do CVA-MG para eventos de estrada, na melhor tradição italiana, estabelecida no início do século passado com as Mille Miglia e Targa Florio. A planilha só foi dada um minuto antes da largada, de modo que os navegadores que pretendiam se valer de recursos eletrônicos (permitidos, desde que não ligados diretamente na roda do carro), tiveram trabalho para lançar os trechos enquanto os pilotos se viravam para cumprir o roteiro. 
BMW 325i E30 ao lado de um legítimo Opala SS: diversidade incrível de carros, todos competindo na mesma categoria

Mais uma vez, os carros competiram em categoria única, consolidando a fórmula proposta quando a primeira edição dos raids do CVA foi idealizada.

Mustang, Gol GTi, Kombi e Mercedes 500 SEC: de um Fordinho 1931 a um Honda Civic CRX Del Sol 1991, praticamente todas as expressões da cultura automotiva estiveram representadas

O toque final foi a distribuição de três belíssimos relógios da Manoel Bernardes Jóias (dois para a dupla vencedora e um por sorteio entre os participantes) e de três Ray Ban Aviator fornecidos pela Ótica Comercial (dois para a dupla vice-campeã e um por sorteio entre os participantes).
My Box, Infoex e MOVA completaram a lista das empresas apoiadoras do evento.
Gordini 1968 desfila com seu charme

Já restaurado, o MGB 1979 fatura mais uma prova

Abaixo, os resultados:
1 - MGB 1979 - Luís Augusto Malta e Eduardo Santana
2 - Dodge Charger R/T 1979 - Guilherme Machado e Matheus Machado
3 - Puma GTE 1977 - Bernardo Seoane e Sylvio Martins
4 - Chevrolet Opala Diplomata 250-S 1983 - Maurício Pires e Filipe Cançado
5 - Chevrolet Opala Especial 1974 - Gustavo Meyer e Kika

Troféu Espirito Esportivo: Motocicleta BMW R60 1964 - Rômulo Filgueiras e Andressa Garcia 
Quem via a maneira precária como a navegadora foi apioando a planilha nas costas do marido, gritando e gesticulando o percrso que ele deveria fazer, não teve dúvidas quanto ao merecimento do troféu

Troféu Veículo mais antigo: Ford A De Luxe Phaeton 1931 - Milton Lapertosa
Apesar da idade, o Fordinho não fez feio, cumprindo todo o trajeto com médias bem competitivas

Troféu Best of Show: Dodge Challenger 1970 - Ricardo Guimarães
Foi dificílimo decidir quem levaria o Best of Show, mas, no final, a beleza americana falou mais alto

Aqui, os links das fotos do evento no Facebook, clicadas por Júlia Dias, Francis Castaings e pelos próprios participantes.
Aqui, a reportagem do Portal Maxicar e as notas no Blog do Flavio Gomes e no FlatOut!.
Aqui, o resultado geral da prova.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

PRIMEIRA EDIÇÃO - RALLY GENTLEMAN DRIVER'S CLUB

O MGB 1979 de Luís Augusto Malta e Filipe Cançado faturou a prova

Após uma confraternização dos integrantes do grupo de whatsapp Gentleman Driver's Club (GDC) em março/2015, ficou decidido que, daquele encontro, surgiria um Rally de regularidade para carros clássicos originais, sem categorização dos veículos por idade, cilindrada, porte ou qualquer outro critério. A ideia era reunir cerca de 20 carros para competir em categoria única, mas a aceitação da prova foi tamanha que, sem qualquer divulgação além da rede de contatos de cada um, nada menos que 34 veículos largaram do MyBox Selfstorage no dia 20 de junho de 2015, passando pelo Alphaville, Itabirito, Cachoeira do Campo, Ouro Preto, Ouro Branco e Congonhas, retornando então ao MyBox, onde ocorreu a chegada e o churrasco de confraternização, num total de cerca de 180 km. A parte técnica ficou a cargo do Eduardo Cançado, veterano competidor com os Chevette da Equipe Motorauto nos anos de ouro do rally brasileiro, e o apoio institucional ficou a cargo do Veteran Car Club de MG, já que o GDC não era um clube formalizado. O patrocínio do MyBox e as inscrições viabilizaram a prova, cuja fórmula clara e descomplicada apontou o caminho para que mais e mais antigomobilistas se interessassem pelo rally de regularidade. Equipamentos eletrônicos de navegação foram permitidos, desde que não ligados diretamente à roda do carro.
Charger R/T 1979, Mini Cooper, Alfa 2300, Kombi, Opala SS e Mercedes 500 SEL: maravilhosa diversidade de ícones da cultura automotiva

Carros espetaculares, como um Plymouth GTX, uma Alfa Romeo Giulia SS, um Mercedes-Benz 300 SEL 6.3 e uma Alfa Romeo Giulia GTV, entre tantos outros, foram colocados à prova nas estradas mineiras e, no final, o pódio ficou assim:
Um britânico contra três alemães

1 - MGB 1979 - Luís Augusto Malta e Filipe Cançado
2 - Porsche 911 Carrera 1974 - Rodrigo Giordano e Marcel Fernandes
3 - Volkswagen Karmann Ghia Conversível 1971 - Gustavo Brasil e Leo
4 - Alfa Romeo 2300 1975 - Gustavo Meyer e Luiz Serra
5 - Porsche 944 1986 - Jorge Mansur e Marcos Mansur

O estupendo Porsche 911 Carrera, segundo colocado, se despediu dos parachoques dos anos 90 nessa prova; já o aguardavam os parachoqes corretos

Troféu Veículo mais antigo: Alfa Romeo Giulia SS 1964 - Otávio Pinto de Carvalho
Alfa Romeo Giulia SS 1964, apelidado de Disco Volante (disco voador), ao lado de um belo Dodge Charger 1974 nacional

Troféu Best of Show (escolhido pelo Veteran Car Club de MG): Dodge Charger 1968 - Alfonso González

Entre tantos veículos espetacaulares, foi difícil eleger o mais expressivo e o Charger americano acabou sendo considerado The Best pelo Veteran Car

Aqui, uma bela galeria de fotos de um dos participantes do evento.
Aqui, o álbum de imagens do evento, no Fabecook.
Aqui, o álbum de imagens de Sydney Porto.